Close

by

Saiba a diferença entre falar e fazer

idéias devem sair do papelCerta vez, eu estava conversando com um amigo no horário de almoço e ele gesticulava, esbravejava e cantava aos 4 ventos sobre as suas idéias de sair daquele emprego, mudar de vida, abrindo um grande negócio com um dinheiro que ele já tinha.

Iria começar pequeno, conquistando clientes e fazendo contatos. Nada poderia dar errado e o que desse poderia ser contornado. Era uma idéia muito boa e com certeza eu concordei que aquilo teria muita chance de dar certo. Em pouco tempo ele implantaria a idéia, questão de alguns meses.

Algumas semanas depois, em outra ocasião de almoço e conversando com outro amigo, ele também me contava que estava planejando abrir um negócio dali a alguns meses e que a idéia dele daria certo por inúmeros motivos. Também concordei com ele e incentivei que procurasse ajuda com especialistas do setor e até mesmo com empreendedores de sucesso.

Bom, passado alguns anos, claro, encontrei esses dois amigos em situações bem diferentes. O primeiro veio conversar comigo e mais uma vez esbravejava dizendo que ainda não havia feito o negócio por esse e por aquele motivo, que o governo não colaborava e que as coisas não se encaixavam, mas que o dinheiro estava lá e que agora a coisa iria fluir!

O segundo amigo já havia implantado a sua idéia e estava tocando seu negócio, com algum lucro no final do mês, o que possibilitava recuperar o dinheiro investido e pensar na possibilidade de contratar algumas pessoas e expandir a empresa.

E então? Qual dos dois você tem sido ultimamente?

Quantas e quantas vezes ouvi a frase “O mundo não precisa tanto de idéias novas quanto precisa de gente que as realize”. E concordo com isso. Temos muitos futuros empresários dizendo que farão coisas incríveis, mas o que sai do papel é muito pouco e quando sai não demora muito e sem planejamento e estudo, termina.

Dá pra notar isso não só no ramo de empreendedorismo, mas em qualquer área de qualquer assunto. É um conserto que nunca é realizado em casa, ou um presente que vai ser dado a alguém que prestou algum favor. É a festa que não acontece e o passeio ou viagem que nunca é feita. No site Webinsider certa vez me deparei com um texto em que comentava o fato de as pessoas utilizarem o tempo futuro como uma arma contra o medo de realizar algo. Amanhã começo o regime. No mês que vêm começo aquela faculdade, no ano que vêm junto dinheiro para comprar um carro.

E o que vemos enfim, é mais um amigo que sonha acordado e acorda todos os dias de manhã para trabalhar em seu emprego que não gosta e esperar por mais um final de semana para comemorar sabe se lá o que.

Não use suas idéias para puxar assunto em roda de amigos, guarde-as para você e saiba pedir ajuda às pessoas certas nos momentos certos.  Boa sorte e bom trabalho!

0 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *