Close

by

Especial Arte: Entrevista com Osmar Carboni

osmar_carboni.jpgTivemos a honra de entrevistar Osmar Carboni Artista Plástico que desenha desde os 4 anos de idade e hoje, com 54 anos, vivencia com a mesma emoção de criança a pintura e os estudos que dela derivam.

Como profissional tem na bagagem muitas exposições individuais, coletivas, entrevistas e até atuações como júri em eventos da Lei de Incentivo de Curitiba, sendo o artista titular em 2007. Carboni já passou por várias fases da pintura como aquarela, óleo, pintura moderna, acadêmica, impressionismo e abstrato onde elabora atualmente a série denominada “Devaneios” em tinta acrílica.

Carboni denomina sua arte como “Movimento O Carbonismo” derivado de seu sobrenome e têm o apoio da crítica de arte pela sua dedicação e pesquisa sempre voltadas ao aprendizado e criação de quadros cada vez mais elaborados.

Seu Ateliê fica em sua casa aonde pode então, juntamente com sua família, desenvolver atividades na área em que tanto gosta de trabalhar.

 

Aprendedorismo – Osmar, obrigado por nos receber em seu Atelier para esta entrevista e primeiramente gostaríamos de saber quando você decidiu se dedicar exclusivamente à arte?

Osmar Carboni – Eu gostaria muito de agradecer pelo interesse em minha arte e em meu nome artístico. Sempre desenhei e sempre vibrei com cores, telas, pintores e tudo o que se relacionava à arte. Até meados de 2000 eu ainda trabalhava não só com a pintura, mas também com comércio. A partir de 2003 comecei a me dedicar exclusivamente à pintura e hoje essa é a minha profissão.

 

Aprendedorismo – O que essa mudança trouxe de bom para você?

Osmar Carboni – Trouxe muita coisa boa quando percebi que a arte que eu tanto gosto poderia me dar o mesmo sustento que o ramo de comércio em que eu trabalhava.

 

Aprendedorismo – Sabemos que a sua arte foi bem aceita pela crítica e que seu reconhecimento só tem aumentado ao longo do tempo. Qual o segredo para essa conquista?quadro_06.jpg

Osmar Carboni – Como qualquer segmento na vida é preciso muito trabalho, muita persistência, muita dedicação e honestidade. Tudo vem a calhar para você desenvolva cada vez mais o seu trabalho profissional. Com o tempo, os méritos dessas conquistas aparecem.

 

Aprendedorismo – O mercado de investimentos em obras artísticas está crescendo anualmente e os seus quadros também têm acompanhado essa tendência. Na sua visão, esse é um fator de incentivo a continuar pintando?

Osmar Carboni – O artista não pode focar somente no dinheiro senão ele se torna somente um vendedor de quadros, mas à medida que você leva o seu trabalho com seriedade a valorização é natural e o investidor sabe avaliar quem tem um reconhecimento concreto e duradouro.

 

Aprendedorismo – O que a série “Devaneios” significa para o artista?

Osmar Carboni – A série “Devaneios” trás a experiência de 50 anos dentro do desenho, da pintura e da pesquisa em arte. Com essa série fiz inúmeras exposições individuais inclusive na Argentina em 2005 e 2007 onde conquistei o apoio da crítica pelo trabalho bem elaborado e personalizado. Denominei então essa fase de “O Carbonismo”. É um trabalho com planos e signos que compõe uma pintura bidimensional. “Devaneios” significam sonhos de minha vida, minha cidade natal, das minhas fases de vida. É um olhar pessoal sobre o céu, o mar e sobre tudo o que nos rodeia.

 

Aprendedorismo – O seu filho, Antônio Carboni hoje é formado em Design Gráfico e durante o período em que estava na Universidade se inspirou na série de “Devaneios” para elaborar sua Tese de Conclusão de Curso. Essa linha criativa que teve trabalhos de destaque no meio acadêmico, na mídia e em várias exposições individuais vai ter continuidade?

Osmar Carboni – Sim, eu fiquei muito feliz tanto pelo meu filho ter utilizado a minha pintura como tema da monografia compartilhando o conhecimento impresso na arte, quanto pelo sucesso desse trabalho, avaliado por uma banca com professores experientes como Ivens Fontoura e Fernando Bini. Na conclusão dessa tese a nota foi muito boa e isso também foi um incentivo a continuar pintando essa série.

 

Aprendedorismo – Em especial aos leitores do Aprendedorismo, que lição ou conselho você gostaria de passar a quem deseja não só investir mas também
trDetalhe de Devaneios do Movimento Carbonismoabalhar com arte?

Osmar Carboni – Além de pintar eu também coleciono arte. Tenho telas que comprei na minha adolescência que hoje tem uma valorização muito boa e no decorrer desse tempo as minhas telas também ganharam valor. Isso se deve a inúmeros fatores mas principalmente ao trabalho sério do artista, das galerias de artes e do esforço contínuo em criar obras de qualidade. Portanto para quem quer investir em arte o recado que eu passo é que o importante é ser persistente, gostar da arte de quem se investe e conhecer bem o mercado. Com isso o empreendimento será um sucesso. Já para quem quer aprender a pintar, saiba que esse é um mundo maravilhoso e que não há nada mais recompensador do que a beleza das cores e dos seus significados.

 

Aprendedorismo – Um último recado ou agradecimento?

Osmar Carboni – Eu agradeço muito pelo interesse do Blog Aprendedorismo. É uma satisfação imensa ceder essa entrevista porque minha carreira na arte foi por muitas vezes autodidata e eu me sinto jovem relembrando através das suas perguntas todas as etapas que passei e o aprendizado que pude ter com tantos pintores de antigamente. Recordo-me uma vez que tinha dúvidas a respeito dos meus quadros e um professor, o Renato Vagner, me disse algo que nunca me esqueço, ele me disse que depois de terminar um quadro quem iria assiná-lo seria eu mesmo, portanto tudo que eu fizesse deveria fazer com amor e total dedicação.

São tantas pessoas a agradecer que seria injusto citar nomes, pois com certeza estaria esquecendo alguém. Então gostaria de agradecer a todos os artistas, amigos, familiares que me ajudaram e ajudam tanto e que são direta ou indiretamente responsáveis pelo meu crescimento pessoal e profissional.

Contato:
Para falar com Osmar Carboni, entre em contato com o Aprendedorismo.

2 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

  1. Katia Velo says:

    Olá,

    Meu nome é Katia Velo sou artista plástica e colunista do GuiaSJP. Gostaria de parabenizá-los pela entrevista do Carboni.

    Carboni é especial pelo seu trabalho esteticamente bonito e profundamente maduro, não é à toa que ele até criou um nome Carbonismo.

    Além do seu trabalho ser especial, Carboni tem algo que muitos artistas infelizmente não possuem hoje em dia: SENSIBILIDADE.

    Está é uma característica intrínseca ao artista e natural a Carboni.

    Um forte abraço,

    Katia Velo

  2. Julio Coelho says:

    Kátia,

    Nós é que ficamos muito felizes por entrevistar o Osmar pois com certeza acreditamos no potencial dele.

    Agradecemos seu contato e a sua visita ao Aprendedorismo!

    Julio Coelho